segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Sonho.

Junto das aguas vi uma borboleta
que poisou nas minhas maos,
vinda do nada, sem nada pedir.
A fragilidade juntou-nos
de caricias e beijos magicos
e desde entao o meu coraçao
esta tao grande
que nem pedra-da-lua
cheia de sonhos,
com mil encantos que nao a quero deixar partir.
Sinto a tua presença ao meu lado
daqui a nada voltamos a dançar.
Tu teras colhido todas as petalas brancas
que deixei junto a agua
so para Ti.
Tu teras enxaguado
com a ternura de um anjo
cada petala que deixei.
Secaste-as com o carinho
que so um mago possui
levaste-as contigo
colocaste-as dentro de um livro
onde para sempre
mesmo ja sem vida
as petalas terao uma casa,
terao vida
e
Amor.
Ves ate uma flor caida por terra e bela,
basta saber sorrir,
basta saber sentir,
basta tocar e demorar...
So por isso deixei um aroma de alfazema
no teu luar.

1 Comments:

Blogger Noite said...

O perfume que deixamos ao passar, é guia, condutor que lhes indica o caminho, que nos garante que nos vão encontrar.

2:53 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home