segunda-feira, março 05, 2007

Hora do Sonho.


"Quando Pompeia estava a arder, todas as pessoas da cidade fugiram levando tudo aquilo que conseguiam transportar - joias, ouro, prata, coisas valiosas... Todos choravam e sofriam porque havia muitas coisas que nao conseguiam levar consigo... Era um mistico. Tinha apenas uma bengala. E muitas pessoas olharam para ele e disseram:
- Pareces imperturbavel.
Ele respondeu:
- Porque haveria de ficar perturbado? Nao possuo nada - so tenho esta bengala; e esta e a minha hora de ir dar um passeio matinal. Entao, porque haveria de estar preocupado?... Nao tenho nada a perder!"
OSHO
Fim de tarde na Floresta dos Sonhos. Uma mulher dentro de um coraçao. Sonhos que se soltam e vagueiam pela rua como agua, gotas de chuva que se colam nos vidros da janela. A serenidade na alma, um vazio no sentir. Os desejos de mulher vao com os raios de sol para o outro lado do mar, onde tu estas... Num lugar que nao existe, num sitio que nunca existiu, um espaço onde so ha sentimentos de mulher. Cada dia que passa ha mais uma flor que murcha. Nao quero um jardim ao abandono... Assim recuso-me a sonhar. Guardo cada flor, ainda que murcha, dentro do livro dos pensamentos de algodao doce, para que la, qual cantinho de hiperborea encantado, apaixonadamente, ela possa viver...
Esta sensaçao de sentir, de ver a beleza para alem da beleza...
Ao fim da tarde os espiritos da Floresta visitam-me, pedem-me para ficar. Envolvo-me nas coisas da terra, nos sabores e aromas de cada elemento natural. Junto o mel de Sentir com o frio da estaçao e vagueio descalça, com os cabelos, soltos ao vento...
Ate a hora do Sonho passar...
A neve coloriu, magicamente, os cabelos do Sonhador, fez circular mel em cada viela do seu coraçao, traz a doçura no Ser, pinta sentimentos com as mais diversas tecnicas, caminha sorridente com o Sonho no coraçao e a bengala na mao. E o mistico de Pompeia cuja Bengala transformada, em Sentir de condao, faz dele Imortal. Vive preso ao Sentimento, navega na emoçao, Sempre, Sempre com a bengala pela mao e o no coraçao, O Sonho.

23 Comments:

Blogger o alquimista said...

Um sonho lindo escrito no mais profundo do sentie...aqui não há contradiçao apenas magia escrita pela tua mão...

Doce beijo

9:28 da tarde  
Blogger alguem said...

"Vive preso ao Sentimento, navega na emoçao,"
É disso que nós, seres humanos vivemos.
Beijo ** :)

10:14 da tarde  
Blogger Anita said...

Oi lindinha um bom dia para ti. Está tudo bem?
É sempre uma "delicia" ler os teus textos. Faz-nos ficar leves.
Tem uma óptima 3ª. feira.
Fica bem. Fica com Deus,
beijinhos
Anita (amor fraternal)

8:57 da manhã  
Blogger Doces Momentos said...

gostei do teu blog vou voltar

1:42 da tarde  
Blogger Andreia do Flautim said...

Olá!

Bonito texto!

P.S. Passei nas provas! De 7 flautistas entrei em 3º lugar;)

1:44 da tarde  
Blogger DE-PROPOSITO said...

'Não tinha nada a perder'
.............
É evidente que tinha. Todos nós temos algo a perder (ricos ou pobres), por enquanto ainda não há sistema de segurança que impeça de se perder 'o que se tem a perder'.
Quando muito, podemos é perder antes de ser o momento de perder. Mas isso já são opções nossas, ou de terceiros (os donos do mundo), que julgam que podem obrigar os outros a perderem no momento que eles querem. Faz-me lembrar o jogo viciado, em que a pessoa é obrigada a perder. Esquecem-se, é que se a outra pessoa não jogasse (não existisse), eles não poderiam ganhar (o ganhar é relativo).
Fica bem.
Beijinhos
Manuel

1:46 da tarde  
Blogger Momentos said...

Muito obrigada pela tua visita ao meu blog... Espero que voltes... eu gostei muito de te "ler" Eu tambem sou uma sonhadora... mas fui aprendendo a distinguir entre sonho e objectivos... ao ser humano tudo é possivel desde que acredite. Beijinhos

1:55 da tarde  
Blogger Nuno Martins said...

Fantástico blog...
Amei de coração.
Um grd beijinho e... continua!

2:17 da tarde  
Blogger }}cleopatra{{ said...

Olá papoila!

O que posso eu dizer perante a maravilha que acabo de ler?!
Um sonho encantado que da tua alma se desprendeu e nos teus dedos ganhou vida!

Um beijinho soprado

4:03 da tarde  
Blogger SentidoS said...

Olá Flor do Sonho e do Encanto!

Que mais dizer, perante tamanha criatividade e encanto, apenas uma...Poderosa.

Beijos Sentidos

4:50 da tarde  
Blogger sa.ra said...

nada a perder...

nada a ganhar...
porque a vida não é um concurso, um jogo ou uma guerra...

a vida é apenas uma experiência, um caminho, um ensinamento, uma apredizagem... ou uma assustadora mas fantástica aventura!

beijinhos
dia muito feliz!

5:04 da tarde  
Blogger LARA said...

Bonito.
Parabéns

6:59 da tarde  
Blogger Kalinka said...

Dormiria pouco,sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz.
Não deixaria passar um só dia sem dizer às gentes- te amo, te amo. Convenceria cada mulher e cada homem que são os meus favoritos e viveria enamorado do amor. Aos homens, lhes provaria como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar.
A uma criança,lhe daria asas,mas deixaria que aprendesse a voar sozinha. Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento.
Aprendí que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão pela primeira vez o dedo do pai, o tem prisioneiro para sempre.
Aprendí que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
GABRIEL GARCIA MARQUEZ

Eu também «aprendi» com ele e, subscrevo tudo que ele diz.
Uma homenagem no dia do seu aniversário.

12:36 da manhã  
Blogger Kalinka said...

Dormiria pouco,sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz.
Não deixaria passar um só dia sem dizer às gentes- te amo, te amo. Convenceria cada mulher e cada homem que são os meus favoritos e viveria enamorado do amor. Aos homens, lhes provaria como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar.
A uma criança,lhe daria asas,mas deixaria que aprendesse a voar sozinha. Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento.
Aprendí que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão pela primeira vez o dedo do pai, o tem prisioneiro para sempre.
Aprendí que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
GABRIEL GARCIA MARQUEZ

Eu também «aprendi» com ele e, subscrevo tudo que ele diz.
Uma homenagem no dia do seu aniversário.

12:36 da manhã  
Blogger un dress said...

belo o que dizes o que contas

(do des-pren-di-mento do acessório)

abraço

12:51 da manhã  
Blogger Anita said...

Oi lindinha, um bom dia também para ti com muita paz e amor.
Beijinhos e agradeço todo o carinho que tens demonstrado.
Fica bem. Fica com Deus.

"Há amigo mais chegado que um irmão" Provérbios 18:24
Anita (amor fraternal)

8:34 da manhã  
Blogger Nuno Martins said...

O mesmo fogo que engoliu Pompeia, parece existir em cada um de nós. A erupção é fugaz, mas se acontece... devasta.

Beijo.

3:08 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

Sobre o Osho: O que temos de mais precioso pra levarmos é a nossa vida!

As horas de sonhos nos alimentam a alma!

beijinhos

4:04 da tarde  
Blogger DJ said...

Foi graças a uma situação semelhante que surgiu o provérbio "o saber não ocupa lugar". No meio do alvoroço toda a gente pegava nos seus bens e via um velho de mãos vazias a fugir. Foi então que alguém perguntou se ele não levava nada consigo, ao que ele respondeu: tudo o que preciso já transporto comigo, o meu saber. O Saber não ocupa lugar.

4:09 da tarde  
Blogger Sonhador said...

Serenidade do teu texto que eu senti ao ler... só uma mulher sensível como tu consegue entrar na Floresta dos Sonhos.

Um doce sonho.

4:26 da tarde  
Blogger Je vois la vie en vert said...

Só passei por aqui para agradecer a tua visita ao meu blog e como explico no meu, vou estar um pouco ausente provavelmente senão morrer de saudade dos blogs...
Um beijinho

6:00 da tarde  
Blogger Sereia Azul* said...

E quando nos perdemos na Floresta dos Sonhos? E quando a floresta se enche de intensa bruma?

Vagueamos sem destino, apalpando o caminho sombrio da existência, sem a bengala do sonho que nos poderia sustentar nas quedas do percurso.

Hoje estou assim...profundamente triste!

Uma brisa de ternura no teu coração encantado...

Gosto de ti, Papoila!

Sereia Azul*

12:56 da manhã  
Blogger Anita said...

Oi lindinha, venho desjar-te um Feliz Dia da Mulher querida.
Muitos beijinhos doces para ti.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

8:44 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home