sexta-feira, fevereiro 23, 2007

A Agua, as Lagrimas: utero da Vida.

Na filosofia grega Tales de Mileto definiu a Agua como a origem de tudo. Os seres vivos precisam da agua para viver, a semente precisa de agua para germinar... A vida brotou das aguas.
Segundo cientistas, toda a agua e resultado de uma grande chuva, uma chuva torrencial que caiu sobre a Terra durante milhares de anos e encheu os oceanos, dando inicio ao ciclo das aguas.

A noite trouxe consigo a imagem daquela mulher. No ar pairava o aroma da laranjeira em flor. O coraçao estava tao ferido que nao sabia falar, fazia cair gota a gota lagrimas. Consta-se que de tanta dor e de tantas lagrimas caidas surgiu a chuva e e por isso que de tempos em tempos para lembrar a dor e a ferida do coraçao feminino chove na Terra. Pingos de mel caem do ceu, fazendo novas sementes germinar... A noite, o toque prolonga-se para alem do instante e intensifica a propria memoria que o tempo deixa ter. A noite as arvores abraçam-se e balançam ao som da chuva que brota do ceu... A noite, tempo de gestaçao, de germinaçao de sentimentos o barulho dos pingos de mel aparece no meu leito como uma melodia suave e serena dos Anjos para mim...

A noite a lua e as estrelas acolhem o meu pensamento, os deuses espiam o brilho dos meus sonhos e cobrem o telhado da minha casa com perfumadas petalas de rosa, que durante o sono transformarei em sonhos... A noite, refugio-me deste mundo e e na escuridao que saboreio o calor dos teus beijos. As brumas ganham vida, cor e sabor.

As ruas estao desertas nesta imensa escuridao e eu solto a minha alma, vagueio pelas vielas e saio para te procurar. Perguntas soltam-se, tambem e insistem em me invadir o intimo, rasgando os tecidos, as arterias que ha em mim... E possivel calar Sentimentos? O que e que a lua nos pode dar?

Mergulho de novo no sonho, aguas da memoria envolvem o meu pensamento e de novo a chuva cai como pingos de mel que brotam do ceu para no meu coraçao de mulher sentimentos mostrar, feridas que nao cicatrizam, dor que teima em nao desaparecer... Gota a gota o Amor e um oceano.


So ha Vida onde ha Agua. So ha Lagrimas onde ha Sentimento. So quem saboreia consegue sentir o aroma das Lagrimas, e ver a Chuva como pingos de mel que, lenta e serenamente, caem do ceu...

So quem semeia Amor consegue sentir o frescor da Chuva, o aroma a musgo e terra molhada.

18 Comments:

Blogger pseven1982 said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

7:13 da tarde  
Blogger Anita said...

Oi minha linda Papoila. confesso que já estava com saudades de vir até aqui e relaxar um pouco. A tua escrita faz-nos levitar, e então quando passsamos dos 40, precisamos mesmo. Hoje estou um pouco em stress, pois estou a organizar um almoço para 50 pessoas cá em casa. 15 casais amigos e 20 "filhotes". De dois em dois meses organizo estes encontros. Só espero que não chova, pois seria muito bom para as crianças andarem a correr e a saltar pela quinta fora.
Vou-te deixar mais um pensamento:
"O amor é um fruto sempre na estação própria, e sempre ao alcance de qualquer mão. Qualquer um o pode colher e não há limites para ele."
Um óptimo fim de semana e muitos beijinhos fofinhos,
Anita (amor fraternal)
Obrigado pelas tuas palavras perfumadas no meu blog.

8:53 da tarde  
Blogger DE-PROPOSITO said...

Olá.
Passei por aqui.
semear amor?!... Quem semeia quer colher, se a sementeira não der resultado, abandona-se aquela cultura. O mesmo acontece com o amor. Há quem semei e de colheita nada. Essa pessoa não volta a semear amor.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

9:24 da tarde  
Blogger Andreia do Flautim said...

A água é fundamental para a vida!

Um beijo!

10:16 da tarde  
Blogger o alquimista said...

Só quem espalha a paixão conhece o sabor de uma lágrima...!

Doce beijo

11:03 da tarde  
Blogger Eärwen Tulcakelumë said...

...So quem semeia Amor consegue sentir o frescor da Chuva, o aroma a musgo e terra molhada.

Sábias palavras!
Porém a "paixão" passa, só o amor real sobrevive.
Deixo-te pérolas incandescentes banhadas nas lavas da sinceridade.
Eärwen Tulcakelumë
23.02.07

1:26 da manhã  
Blogger Jo said...

Vim do meu baú à procura duma papoila qualquer numa seara ondulante, ondulando com ela. E encontro uma papoila que faz, ela sim, ondular a seara com os seus sonhos e até põe a seara a sonhar!
Dei uma volta pelo blog e gostei muito!
Vai valer a pena vir cá com mais tempo e apanhar os pingos de mel que sempre vão caindo!

Um beijinho do jo

2:34 da manhã  
Blogger Professora said...

A vida é o que temos de melhor.

Bjs

Joaquina

12:40 da tarde  
Blogger serenidade said...

Só quem semeia amor consegue apreciar e dar valor aos pequenos pormenores que a natureza nos dá com seu amor.

Gostei de por cá passar.

Obrigada pela sua passagem por lá.

Obrigada por tudo.

Bom fim de semana.

Beijos de Luz serena

9:41 da tarde  
Blogger elsa nyny said...

Olá Linda!!!

Adorei este momento de pura paz e amor!!!

Beijitos!
:)

9:59 da tarde  
Blogger Felipe Fanuel said...

Tuas palavras são encantadas. Quanta sensibilidade! Teus poros parecem ser puras captações daquilo que há de melhor no mundo. Por favor, Papoila, continua a sonhar para compartilhar conosco os aromas de tuas experiências oníricas!

12:45 da manhã  
Blogger ANKH said...

Belo texto.
Obrigido pela visita.
Grande Paz!
Ankh

12:58 da manhã  
Blogger Lauxinha said...

quanto conhecimento

:)

beijinho minha querida

3:02 da manhã  
Blogger o alquimista said...

Passei para te deixar um feitiço...


Doce beijo

12:41 da tarde  
Blogger alguem said...

"So ha Lagrimas onde ha Sentimento. So quem saboreia consegue sentir o aroma das Lagrimas, e ver a Chuva como pingos de mel que, lenta e serenamente, caem do ceu...So quem semeia Amor consegue sentir o frescor da Chuva, o aroma a musgo e terra molhada."

Gostei
Beijo ** :)

2:43 da tarde  
Blogger Je vois la vie en vert said...

Extrait de la Traduction Liturgique de la Bible - © AELF, Paris :

« Celui qui sème peu, récoltera peu ; celui qui sème beaucoup, récoltera beaucoup. »2 Co 9, 6

Toi Coquelicot, en semant de cette façon-là, tu récolteras la beauté !

2:50 da tarde  
Blogger Papoila said...

Minha querida este texto tem a magia e o encanto do sonho. Gostei tanto!
"So ha Lagrimas onde ha Sentimento. So quem saboreia consegue sentir o aroma das Lagrimas, e ver a Chuva como pingos de mel que, lenta e serenamente, caem do ceu...So quem semeia Amor consegue sentir o frescor da Chuva, o aroma a musgo e terra molhada."
Beijo

2:55 da tarde  
Blogger Dara Martins said...

Acabei de ler uma verdade!!!

Não vivemos sem água, é fundamental!

Um beijinho,
Dara

9:55 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home