terça-feira, março 16, 2010

LUGAR DA CHUVA

“A noite é a noite, começa com a manhã, é ela que me deita a teu lado.” Paul Celan

“A Chuva antes de cair mora no colo dos deuses. Sabias?”
Um a um, lentamente, cada passo da vida nos pés da bailarina é eterno. Timidamente o gesto acontece. À noite queda-se a luz. Envolve-se a dança no negro xaile e olhando a Lua, espera que amanheça. Uma espera tão dourada, celeste, como a espera da chuva antes de cair.
Se um Anjo perto de ti morasse. Um apenas. Se um pintor numa tela o teu rosto pintasse. Um apenas. Se a noite não fosse maior do que os dias… Uma noite apenas. Se o teu dono te desse os dias nas noites: tu dançarias – intensa é a dança do teu corpo.
Os guardins do teu barco são ecos de harmonia; são a chuva que comanda os teus passos e tu, de beleza ímpar, és o sal das manhãs.
A chuva antes de cair é a fuga da Ilusão nas mãos da Eternidade e os teus passos são eternos porque os ouço na chuva, antes de a chuva cair.
E os desejos já imersos desaparecem nos passos da bailarina que recusa a indigência do sentir.
Sei que a chuva antes de cair é um lugar que poucos podem visitar: nele possas um dia demorar.

4 Comments:

Blogger Wanderley Elian Lima said...

Olá Sandra
Que texto lindo, cheio de lirismo e poesia. amei
Beijos

8:41 da tarde  
Blogger Oculto said...

Um toque ao de leve dos lábios, nas primeiras gotas da chuva.

Gosto de as sentir a deslizar pelo rosto, levemente e sem direcção.

Beijo

6:33 da tarde  
Blogger Oculto said...

Querida Papoila

Guardo em mim esse teu belo gesto.

Beijo

10:11 da tarde  
Blogger Lilá(s) said...

Que lindo o teu texto! quase me levas a não estar farta de chuva...
Bjs

11:30 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home