quarta-feira, julho 03, 2013

Diz-me: como sentes o Toque?


Carta a carta.
A Cartomante olha e fala.
As mãos negras
de um sol de uma outra terra,
na mesma Terra.
Talvez exista um vulcão,
com lava e cinzas, talvez existam cinzas.
Sempre existe alguma beleza, mesmo, nos escombros.
(As aves voarão distantes. Sentença futura).
Mas é apenas uma mão negra,
de outra terra
e  nela viajei.
O que olhou? O que disse?
Pouco importa. Permitiu-me Sonhar.
São as asas de aves raras que nos guiam para fora do Tempo,
no nosso Templo.
          “Diz-me: como sentes o Toque?” 

2 Comments:

Blogger Wanderley Elian Lima said...

Olá Sandra
Surreal. Gostei.
Bjux

6:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Grata, Wanderley.
Beijinho,

Sandra Maria Ferreira

10:17 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home