quarta-feira, agosto 20, 2008

PREçO IMPAR


As cinzas presas em nós, que o Vento não sabe soltar…

Um dia o Sol murchou. Empalideceu o teu rosto, Sonhador Sem Voz. Homem de incautos Sentidos. Na bagagem o som das paisagens que se cruzaram com o teu olhar, réstias de uma melodia entregue nas mãos do Tempo e soltas no Vento… Tudo nasce, tudo vive, tudo morre… Tudo, menos o Amor! Um Amor é chama que arde entre cinzas, escombro de uma Alma ímpar… Amor, a única lei que o Homem não sabe regular. Uma noite a Lua brilha. Com ela um Anjo, Coração Solitário, imagina o que durante o dia o simples Homem não soube apreciar… Há beleza infinita nas cinzas de um rosto, de uma Alma sem voz, de uma Casa sem dono… Ruínas de um Sentir, nada mais pode contrastar as pétalas de Rosa vermelhas aveludadas às quais não chega o fogo, fogueira das vaidades… Há um manto de sons dispersos no Vento, ondas cinzentas que a mágoa não sabe apagar… Há árvores sem ramos, despidas de Sentidos… Há no coração de cada Ser, manchas cinzentas, que o mais sábio e fiel Amor não sabe dispersar… São pétalas vermelhas, foz de um rio que anseia abraçar o mar… E, há nos que não conhecem o valor do Amor, um vazio. Há nos celeiros da Vida, casas abandonadas, telhados em ruínas, cujo preço é ímpar porque neles existe a vontade de Amar.
Quem nunca o Amor conhecer, jamais um pedaço de si deixará arder… Mas, queiras antes conhecer as cinzas pela beleza das pétalas vermelhas do lume que ardeu outrora em ti e saibas Sempre que o verdadeiro Amor são cinzas de um fogo sem nome… Sem preço… Ímpar de Sentidos.

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Alma Singular a desta menina. Parabéns.
Um admirador.

10:01 da tarde  
Blogger Felipe Fanuel said...

Sandra,

Ruínas e cinzas descrevem sentimentos porque eles nascem e morrem como uma flor que hoje é e amanhã não é. A vida é assim. E é aqui que mora sua singularidade.

Beijos.

10:05 da tarde  
Blogger Um Novo Olhar said...

O amor e sempre o amor, que nos indica o caminho a seguir...

"Amor são cinzas de um fogo sem nome… Sem preço… Ímpar de Sentidos."

Gostei de a ler

Um beijo

Dolores

6:15 da tarde  
Blogger Pedro Branco said...

Um amor também morre. Acho eu...

4:56 da tarde  
Blogger Maysha said...

Ola, obrigada pela visita ao meu espaço e pelo gentil comentário.
Tambem adorei vir aqui e prometo voltar.
Até lá deixo-lhe um beijo de luz
Isa

5:15 da tarde  
Blogger Teresa Calcao said...

Querida papoilinha,
Fiquei tao feliz com a tua visita....obrigada!
Como sempre a sensibilidade e magia, um ponto forte na tua escrita,e que nos cativa a todos que passamos por aqui!!!!
Um beijinho muito grande no teu coracao lindo.

5:57 da tarde  
Blogger SentidoS said...

faz tempo que não vinha aqui, muito tempo! gostei de ver algumas imagens minhas associadas às tuas palavras! bonito sandra...um beijo...

1:30 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home