sábado, setembro 15, 2007

Terra dos Homens.

As tuas vestes, acessorios
fria pedra de sentidos...
Mudaste-te para a Terra dos Homens
na Alma vagueiam ilusoes, erros,
ma fortuna, enganos, perdiçao...
O teu manto nao tem a beleza
pura e cristalina dos deuses.
Homem, caminhas errante
mergulhas a tua face na fria agua
desse rio que te prende.
Vives algemado, de enganos vaos...
O rio incita-te a naufragar...
Longos sao os degraus,
dificil a subida,
Sisifo de sentidos,
mero mortal...

Nao te ensinaram a fazer a ponte,
ver no arco-iris um hino de passagem...
Ate quando, Homem?
Porque segues as pisadas dos que nada sabem?
Na Terra dos Deuses
vive a mais pura harmonia, a singela humildade,
Impera o Amor.
A Terra dos Homens e o paraiso dos Deuses?
Na Terra dos Homens ha dividas de afecto, espelhos partidos, manchas de sangue... Enormes magoas nas maos do amante, encantos perdidos, triste semblante...

1 Comments:

Blogger Professora said...

Olà muito bonito o teu poema, passa no meu blog para veres uma pesquisa muito original sobre mulheres. Um abraço

11:16 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home