quarta-feira, janeiro 02, 2008

O Passaro de Luz.

Cada Novo Ano ha um Passaro que vem de longe, desce dos Ceus, vem descalço pelos degraus do corrimao da Vida. De olhos vendados, lanterna do Coraçao na mao, procura pontos de luz no seio da escuridao. Vivemos as escuras, apagados perante a ilusao das lanternas que outros erguem sem sentido, sendo mais altas que as que o Passaro traz na mao... Ate onde iluminarao estes postes que parecem tocar o Ceu? Mil Enganos, vil ilusao... Pobre da Vida dos que se acoitam com a luz que outros colocaram, esquecendo a luz do Coraçao que poucos carregam ainda na mao... e vagamente, como num sonho, doce recordaçao, ouvem dizer: " E partem pessoas que foram filhos afectuosos"...
Ate quando vivera o Homem da doce recordaçao, esquecendo que a lanterna que mais ilumina, a mais alta e a do Coraçao que traz Sempre na mao? Um dia quando avistares no Ceu a mais pura luz e eu ja nao mais existir, lembra-te que os filhos afectuosos nao partem nunca, sao pessoas que ficam por ca, Anjos que se servem de candeias na mao para te guiar na Terra, alguns visitar-te-ao sob a forma de Passaro, outros nao... Mas, todos os que se deixaram tocar pelo Bem, de Beleza e Doçura te rodearao...

1 Comments:

Blogger Teresa Calcao said...

Minha querida papoilinha sonhadora,
Respeito o teu silencio,mas gostaria de saber se tens algum livro publicado.....muito gostaria eu de o adquirir.....adoro...adoro ler-te,e acredita que a minha sinceridade vem do fundo do meu coracao humilde!!!!!!!!
Beijinho doce

12:52 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home