quarta-feira, março 05, 2008

A IMPERFEIÇAO

"Em todas as Almas ha coisas secretas cujo segredo e guardado ate a morte delas... coisas impossiveis de serem ditas..." Mario de Sa-Carneiro

Mora no interior de cada Homem a Luz e a Escuridao. Dias em que somos corvos, sobrevoamos o mundo, saindo pela manha de nossas casas e retornamos a noite para compor a musica sentida, do que vimos e ouvimos, durante cada Dia findo... Outros ha em que somos Gaivotas, percorrendo falesias, sentindo a liberdade no Som do Vento, sem necessidade de composiçao. Ansia de Ser Corvo com asas de Gaivota e coraçao ferido. A Noite, mesmo na mais fria e palida Noite, solto as arterias do meu Ser e levo para longe as manchas que me tingem a Alma. Transformo a dor em lava, deposito-a num vulcao. Fecho as penas as asas e deleito-me com a ilusao da perfeiçao. Como pode uma Ave ter asas e coraçao de Gaivota, corpo de Corvo e olhos de Aguia?

O Ser Humano e um Anjo incompreendido cuja dança sem luz nao tem harmonia... E uma Alma perdida cuja dança sem escuridao nao tem sintonia... O Ser Humano as vezes e Corvo, eden de outra Vida, Espirito de tempos ancestrais. Traz no coraçao o Som do berimbau, pedindo Paz. Som que so quem possui asas de Gaivota pode espalhar nos sete ventos e propagar a melodia nos ecos dos tempos... Mente quem diz que o Corvo da Gaivota nao se pode enamorar pois o escuro e a luz sao misterio, harmonia da Dança, ritual do verdadeiro Sentir, perfeiçao da imperfeita arte que e a arte de Amar...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home