segunda-feira, novembro 08, 2010

Diz-me como chegar a ti

“Possua apenas o que você pode levar consigo... Deixe que a memória seja a sua mala.” Alexander Soljenítsin

O Amor existe, ou talvez exista. O Amor é semelhante a um imenso mar pontilhado de ilhas de campos de concentração. Ou talvez seja um imenso céu pontilhado de emoções acorrentadas à ilusão. Que seja eterno porque o Homem é finito.

2 Comments:

Blogger Wanderley Elian Lima said...

Mesmo que todos os homens morram, o amor sobreviverá, o amor independe de nós.
Bjux

6:09 da tarde  
Blogger Just by myself said...

O amor é incompetente, repito.
Ele não aproxima quem se ama.

Há exceções:
Se a pessoa que ama tem algo que interesse àquele(a) a quem ama, pode ter uma chance:
pode ser aparência no padrão eleito pela pessoa amada, e/ou possuir bens que interessem, e/ou se comprovar desempenho sexual.

Outra chance é ser amado pela pessoa amada.
Reciprocidade pura, de sentimentos, sem os itens listados acima?
Alguém já testemunhou isso?

8:19 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home