terça-feira, novembro 02, 2010

Margem de mim: em ti.

Se houver momentos sem palavras: tu és um deles. Nas ruínas que me habitam sei-te um mar imenso de paz. Sei-te no avesso de mim, nas costuras descosidas, nas feridas abertas e na cor do sangue que atravesso até ti.
Sei-te como um significado que procuro desde que nasci.

2 Comments:

Blogger Wanderley Elian Lima said...

Existem momentos que não precisamos de palavras, apenas sentimos.
Bjux

12:47 da manhã  
Blogger tati_nanda said...

algumas coisas, nem palavras tão belas são capazes de expressar o que estamos snetindo.


:**

http://zonzobulando.blogspot.com/

4:08 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home