sábado, julho 21, 2007

O poder do Sentir,

"Se sou mais que uma pedra ou uma planta? Nao sei. Sou Diferente."
Alberto Caeiro
Nao vou onde o Vento me leva, sou espirito do manto negro das trevas que caminha nas maos da Noite, salto de galho em galho a espera de te abraçar, coraçao perfeito que de encantos me fazes enamorar... Cada pena do meu Ser e uma resposta ao teu Sentir, Alma sedenta de Amor, faminta de Abraços... Digo-te que o Vento mora numa bandeja cor de prata do outro lado do mar, todos os dias espera por ti, sempre fora do tempo porque o proprio tempo costuma tudo atrapalhar... Vento, sopra mansinho na rua onde abrigas o Ser que me encantou, deixa um rasto de flores coloridas para alegrar o seu primeiro despertar, cada petala que ele aviste, serei eu com um beijo doce para lhe ofertar, cuida que ele adormeça num sonho de embalar, que repouse, secretamente, a cabeça numa paisagem idilica onde me possa encontrar porque eu ja sem ele nao posso Sonhar,

As melhores cançoes de embalar sao as escritas ao luar, as mais belas flores sao as que o teu imaginario nao deixa alcançar, Sonhos sao escritas ao luar, flores de um ilustre jardim, frutos de um pomar... Sonhos sao petalas de Sentir, sao segredos partilhados na mao de namorados dentro de dois coraçoes enfeitiçados,

2 Comments:

Blogger CNS said...

Belo recanto. Este teu recanto.

1:28 da manhã  
Blogger Flôr said...

"...Sonhos sao petalas de Sentir..."

Que bonita definição de sonhos!! Pétalas de sentir....


Fiquei tão feliz, mas tão feliz por te "sentir" no meu canto...
obrigado minha doce papoila que anda sempre a sonhar... :)

Que a Vida te sorria de forma doce...

Tua Flor com muito carinho e já amizade

6:18 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home