sexta-feira, julho 20, 2007

Viagem ao meu Sentir...

"A escuridao oculta a agua da vida. Nao te apresses, vasculha o escuro... Viaja dentro de ti mesmo, e reflecte, como a mina de rubis, os raios de sol para fora... de ti."
Jalaluddin Rumi
-Vem, segue os meus passos, mesmo sem me veres o rosto mostrar-te-ei o mundo das emoçoes, caminharemos juntos sob a erva que conduz ao verde Sentir... Abraça os meus Sonhos, embala o meu Ser, despe a sombra que esconde o meu Sentir, tira o laço do meu vestido negro e saboreia cada contorno que ha em mim... A natureza, deu-me este ramo de flores amarelas para as transformar em petalas vermelhas, nobre Sentir... Valioso Rubi! - Uma voz sensual, incapaz de resistir levava-te neste pequeno Sonho de fim-de-tarde a juntar as maos, avidas maos, capazes de transformar o Coraçao num grande Rubi.


Quanta Beleza, mais valiosa que o Rubi! O Coraçao esconde os segredos da Noite, e Sangue onde circula esse Sentimento que escapa ao total controlo do Ser... Majestoso Sentimento, nobre companhia que se apodera de todo o Ser...
- Nao me podes ver o rosto, mas sabes que para la dessa erva que tantos pisam ha um caminho doce, onde a magia coloriu esta tarde no meu breve sono, cada pedra desta imensa gruta que e o Sentir, tem cuidado cada ramo que tocas, dobra-se a tua passagem, cada folha que ves tem segredos valiosos... A terra ainda humida, que pisas e a respiraçao da mulher, seiva deste quadro, moldura dourada do Sentir... Para la desta seduçao existe a nobre imortalidade, sera que te esperam as maças do Jardim das Hesperides?
O Sabor deste caminho, o que Alem existe so Tu, Coraçao Sonhador, podes saber, saborear e Sentir, mas lembra-te que uma vez alcançado o Sonho de la nao poderas mais sair,

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ola minha querida, agradeço a tua existencia, es melifera,
Doce beijinho de admiraçao,

2:30 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home