sábado, agosto 04, 2007

Anjo de Amor

Quando nada tiveres a nao ser Solidao,
Foge desse pedaço de veu escuro
Deixa o caminho da escuridao
Solta as amarguras que levas nas penas
Voa pelo ceu, ao encontro do Amor
Nao temas sobre a agua do mar, voar
porque essa agua tem um grande segredo
que ensina uma Gaivota num Anjo se transformar...
Nem o cicio do Vento,
nem a mais tenebrosa onda do mar
podem tamanhos sonhos
impedir de se realizar...
Quando te sentires so
olha para o ceu
o primeiro passaro que vires serei eu,
sob a forma de Gaivota, ou de Anjo
que voa ao teu encontro
sob um manto de lindas flores
de todas as cores
nesse vale dos encantos
nesse templo erguido ao ceu
pelas maos de um irmao meu
que tambem aos encantos do Amor e do Sonho
pereceu,

5 Comments:

Blogger Fernanda e Poemas said...

Belíssimo texto, toca-nos o coração.
Beijos,

Fernanda

10:36 da tarde  
Blogger DairHilail said...

passei...está lindo...continua

1:09 da manhã  
Blogger Ícaro Estrela said...

Poesia do início ao fim, é assim que descrevo este teu blog. Belos textos, cheios de imagens que pouco a pouco vão se despindo e deixando na pele de quem os lê as mais impressionantes e arrebatadores poesias. Sinto-me profundamente raptado por elas.

Uma constelação de beijos!!!

1:11 da manhã  
Blogger Flôr said...

Amei este teu poema.... senti um aperto gostoso no meu coração ao ler estas tuas poéticas palavras... aliás! como sempre!! :)

Resto de um domingo luminoso e cheio de poesia para ti e para quem tu amas.

Deixo-te uma pétala do meu coração

Flor

1:59 da tarde  
Blogger Ana Caridade said...

Olá!
Como com textos fantásticos!!!
Adoraria escrever com esta linguagem poética!
Escrevi para ti no meu blog!
Cheguei do Andanças e só agora deu para responder!
Temos que estar juntas
Beijocas

6:37 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home